Para mães divertidas, seguras, criativas, cheias de atitudes, atletas, donas de si, firmes, corretas e também para as mães que, como eu, não são tanto, mas são boas, intencionalmente boas mães.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Pequenos viajantes, grandes destinos: Jericoacoara


Fazia tempo que queríamos nos aventurar em Jeri com os meninos.
André e Igor na Lagoa do Paraiso
Todos que iam por lá elogiavam e há uns 15 anos não viajávamos pra lá.

Decidimos meio de ultima hora e era alta estação, então já sentimos na pele a dificuldade de acharmos vagas nos hoteis e pousadas. Usamos o Booking como guia para acharmos um lugar legal e depois checamos as avaliações no TripAdvisor.  ( faço isso em todas as viagens e nunca falha!)


Passeio de jangada na Lagoa
Escolhemos a Casa Fufi.
Não fica na beira da praia mas fica na primeira rua paralela à orla em um cantinho bem tranquilo na ponta da cidade oposta à duna do por do sol.
Nosso apartamento tinha duas suites com ar-condicionado, sala com televisão e cozinha completa. Ótimas comodidades para quem tem criança. Os quartos são limpos e tem wifi gratuito. A varanda é enorme com rede, cadeiras e mesa. O café da manhã é servido alí pra gente ( adorei esse detalhe e a privacidade de um café em família) e é super farto. O lado ruim é
Do alto da Duna

Esperando o por do sol na duna
que não tem serviço em outros horários mas os restaurantes estão logo alí pertinho. A pousada é bem pequena e por isso tranquila. Tem uma piscina pequena com parte rasa e funda ( bem funda) e as crianças aproveitaram bastante ao retornarem da praia.
Se eu estivesse com crianças menores, optaria por ficar mesmo à beira-mar. A comodidade de sair da praia e já entrar no hotel é legal. Pra nós a caminhada de 3-5 minutos não fez muita diferença.

A viagem
Embora goste de dirigir, tenho pavor a viagens longas... Estava prevendo 5 horas de viagem e isso estava me apavorando. Usei a tática que toda virginiana usa para se acalmar e ficar tranquila: planejamento.

Preparei 2 “bolsas de viagem” para os meninos. Em cada uma delas tinha lanches diversos ( bolo, frutas cortadas, iogurte, biscoitos, sanduiche de queijo, agua...), um saquinho plástico para colocar lixo, um livro novo e um presentinho ( bonequinhos surpresa miniatura do minicraft). Eles acharam o máximo!

Saímos 6 da manhã em ponto. Nove e meia estávamos em Jijoca. A estrada está ótima.
Seguindo a dica da tia do Fábio, ao invés de irmos direto para Jeri, fomos para a Lagoa
Por do sol da praia

Meninos soltos na praia em maré seca

Fábio fazendo windsurf
do Paraíso. Eu já tinha deixado uma bolsinha com sunga e toalhas para os meninos. Foi ótimo pois aproveitamos bastante por lá, quebramos a viagem, almoçamos e já “matamos” um passeio obrigatório. Recomendo esse esquema para todos!

Voltamos para a entrada de Jijoca e deixamos nosso carro no estacionamento e pegamos um carro para Jericoacoara. O traslado até a porta da nossa pousada foi 90 de ida e 100 reais na volta. A viagem é cumprida e sacoleja bastante. Leve as crianças ao banheiro antes ! Você pode pedir para parar rapidinho nas dunas para bater foto, nós preferimos ir direto.

Jeri!
Tudo é sol e areia em Jeri, então esteja preparado. Levei dois conjuntos de sunga e blusa de proteção solar de manga comprida para cada menino. Muuuito protetor solar o tempo todo. Para calçar, havaianas de dia e crocs a noite. Como as ruas são de areia, caso as crianças fiquem aguniadas com isso, melhor levar tenis e meia para sair a noite.

Os restaurantes são excelentes e as comidinhas de rua melhores ainda. Nós comemos:

1.     Tamarindo:  Gostamos bastante, o serviço é bom e tem pizza bem fininha pros meninos.
2.    A Casa Dela:  Lugar lindo! Passei o tempo olhando para os detalhes da decoração super criativa. É bem pé na areia debaixo de uma árvore massa. A comida é regional e bem gostosa ( e muita!)
André em sua aula de surf
3.     Serafim: Hamburguer bem gostoso e tem disponível no cardápio uma versão pequenininha que deu certinho para os meninos. Tem hamburguer de tudo, caranguejo, lagosta, camarão... Mas o que gostei mesmo foi o normal.
4.     Naturalmente: Creperia na beira da praia. Fomos lá duas vezes, a primeria comemos só açaí e da segunda almoçamos um crepe delicioso! André comeu um peixe muito bom. Resumindo, tudo é bom por lá rsrsr
5.     Pão de queijo recheado: Um moço muito simpático passa de bicicleta na praia e ruas principais no final da tarde oferecendo. É maravilhoso!
6.     Sorveteria Gelato e Grano: Tem uma grande na praça e uma pequenininha perto da praia. O sabor Romeu e Julieta é maravilhoso

Passeio no mangue

Cavalo marinho que o guia pega na hora durante o passeio
7.     Tia Angelita: tem tapiocas e um café fresquinho, mas o famoso mesmo é a torta de banana. André adorou, eu achei gostosa porém nada espetacular pela fama que tem.

Avisos: Muitos restaurantes abrem apenas para o jantar, a partir das 18h. Boa parte é ao ar livre. Lotam cedo. Tivemos sorte e chegamos logo antes da lotação em todos pois chegávamos por volta das 19h. Quando saíamos, sempre tinha lista de espera. ( fomos na alta estação)


Os Passeios
São todos bem caros. Como já tinhamos ido na lagoa do Paraiso na vinda, não precisamos pagar transporte para ir.
A Lagoa vale a pena, tem um passeio de jangada por 5 reais que puxa a gente em uma boia. É bem divertido. E quem resiste a uma redinha dentro d’água? Tem vários restaurantes no entorno da lagoa que você pode almoçar. Fomos no mais badalado ( e caro) : Alquimista. Lá tem pedalinho e caiaque para alugar, mas o vento é forte e precisa ter força nas pernas e nos braços rsrsrs
A outra lagoa famosa da região é a Lagoa

No segundo dia, alugamos a prancha e o Fábio virou professor
Azul, mas nos informaram que estava bem seca, então não fomos.

O passeio de buggy que fizemos foi para ver os cavalos marinhos em Mague Seco. Fica a uns 15 minutos pel orla. Lá a gente pega um pequeno bote para andar uns 100 metros no mangue  para ver a vegetação, os caraguejos ( são muuitos) e os cavalos marinhos ( são maiores do que eu pensava). Mas não gere muita expectativa, o passeio é rápido e bem simples.
Tem outros passeios que não fizemos: Tatajuba ( longe e leva boa parte do dia e atravessa uma balsa mas dizem ser bem bonito), Pedra Furada ( vai de carro só até um ponto e anda mais um bocado) e Praia do preá.
Mas as opções são muitas! Tem buggy, quadriciclo, cavalo, charrete...

O que fazer em Jeri

Tomar muito banho de mar que é raso e quase sem ondas em maré seca. A maré cheia tb é bem segura para crianças.

Aulas de surf, kitesurf, windsurf, SUP... André ( 8 anos) fez uma aula de surf e amou! No outro dia apenas alugamos a prancha e ele foi com o pai para o mar.
Por do sol visto do outro lado, pertinho da nossa pousada
Banho na maré cheia. Mar tranquilo
A impressão que temos é que todo mundo está tentando aprender algo novo, o clima é muito legal no mar!
Como o mar é calmo e as ondas são constantes, vale arriscar uma aula.

Ver o por do sol na duna.
Parece que vou dizer uma heresia mas não gostei e os meninos odiaram rsrsrs
Claro que é lindo mas a beleza do por do sol pode ser vista de qualquer ponto da praia. Nos outros dias vimos do mar e do alto do falésia do lado contrário ao da duna.
Estava ventando muito e a areia entrava por todos os poros. Os meninos não conseguiam ficar de olhos abertos ( mesmo com óculos escuros). Mas... Foi legal ter subido e ver tudo lá de cima.

Brincar na pracinha  
A noite é super badalada na praça principal. Muitas crianças correndo e brincando ( eu estava morrendo de medo de perder os meus rsrsr), tem barraquinha de comida, artesanato e gente bonita passeando.

A viagem vale a pena e é ótima com crianças. O mar é calma, cidade com boa estrutura e pequena. Vale a pena pegar a estrada para ir a jeri. 
Boa viagem!

2 comentários: