Para mães divertidas, seguras, criativas, cheias de atitudes, atletas, donas de si, firmes, corretas e também para as mães que, como eu, não são tanto, mas são boas, intencionalmente boas mães.

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

O tempo passa e eles crescem... Que bom!

Mais um ano passou e agora meus meninos tem 5 ( e meio) e 8 anos.
Eles crescem. É inevitável e desejável. E a grande beleza da maternidade é contribuir e acompanhar essa transformação.

É como se mãe e pai andassem na cola do destino, sussurrando em seu ouvido desejos de vida boa para os filhos. Isso tudo com a certeza confortadora de que podemos interferir no que virá.

Caminhando de mãos dadas com o acaso e driblando os imprevistos vamos acompanhando as mudanças de cada dia.
Antes comemorávamos orgulhosos e com o peito cheio de satisfação os primeiros “mama” e “papa” e agora repreendemos com olhar surpreso os primeiros “caralho” e “porra” na mesa de jantar. 

-       Onde você aprendeu isso? Perguntamos horrorizados.

Aprenderam por aí. No mundo.  Que muito graças ao nosso esforço eles estão podendo vivenciar, degustar e absorver. Agora vamos ajuda-los a peneirar, selecionar e dividir o que querem para si e o que querem deixar longe. Guiar para as boas escolhas ( que nem sempre serão tomadas).

Tentando fazer do exemplo um aliado e contando sempre com a amiga sorte, seguimos em frente. A persistência deve ser companheira mas infelizmente tem o cansaço como vizinho quase sempre presente. E seguimos.

Não me entristece o tempo que passa. Que bom que ele passa e nós persistimos. Nossos filhos crescem e vão colocando na bagagem dias bons, experiências, aprendizado, decepções...  

Eles crescem e isso é fantástico. Acho massa dividir minhas Havaianas com o André. A família toda na rede já começa a ficar arriscado e isso deve ser motivo de gargalhada e satisfação.

Um pouco de nostalgia faz parte. Saudade de quando eram pequenos é saudade boa. Sinal que o que vivemos foi maravilhoso e deve ser recordado com prazer mas nunca ofuscar o presente.

Bom mesmo é olhar para nossos meninos agora, do jeitinho que eles estão. Se tiverem com um sorriso no rosto é melhor ainda.

Eles crescem mas nós não os perdemos, eles só estão em versão ampliada. Ainda vale o abraço, a manha, o dengo. Sempre valerá.


Que venha mais um ano bom e que nossos meninos continuem crescendo e sendo felizes.

2 comentários:

  1. Fato! o tempo passa...mas cada idade tem o seu encanto...ensinamento...aprendizado...Feliz 2016 para todos.

    ResponderExcluir